FINANCIAMENTO DE ESTUDANTES DA COMUNIDADE EUROPEIA NO REINO UNIDO DEVE CONTINUAR ATÉ 2020/21

Os estudantes da UE que estão começando a universidade no ano letivo de 2020/21 terão o status garantido de moradia e apoio financeiro durante seus cursos na Inglaterra, anunciou hoje o ministro da educação na Grã-Bretanha.

Foi anunciado aos cidadãos da UE que iniciarem um curso superior em Inglaterra no ano letivo de 2020/21 continuarão elegíveis para apoio financeiro de graduação e pós-graduação, empréstimos Advanced Learner, FE e apoio à aprendizagem, seja que tenha um acordo do Reino Unido com a Europa ou não.

O anúncio segue o compromisso existente do governo britânico no financiamento estudantil para cidadãos da UE que iniciam cursos na Inglaterra no ano letivo de 2019/20.

Os dados mais recentes do ciclo de aplicação de 2019 mostram que mais de 37.000 estudantes da UE solicitaram cursos de graduação em tempo integral na Inglaterra – um aumento de 1,9% em relação ao ano anterior.

É importante lembrarmos que, embora tenhamos decidido abandonar a UE, não estamos a sair da Europa e as nossas universidades prosperam na diversidade de instituições globais.

Sabemos que os alunos vão considerar as suas opções de universidade para o próximo ano, e é por isso que estamos confirmando que os cidadãos europeus elegíveis continuarão a se beneficiar do status de taxa e podem ter acesso a apoio financeiro para o ano acadêmico 20/21.

A Estratégia Internacional de Educação, que visa manter e apoiar o crescimento do setor de educação de classe mundial do Reino Unido, incluiu um compromisso de estender o período de licença pós-estudo para seis meses para alunos de graduação e mestrado e um ano para todos os estudantes de doutorado.

A estratégia também ajuda as universidades a apoiar os estudantes internacionais no mercado de trabalho e considera como o processo de vistos poderia ser melhorado para os estudantes internacionais.

O governo britânico reconhece a necessidade de proporcionar segurança aos estudantes e ao setor, especificamente para o ano acadêmico 2020/21, à medida que o processo de recrutamento estiver em andamento.

O Governo fornecerá informações aos futuros alunos da UE sobre os acordos de honorários antes do ano académico de 2021/2022.

Postagens recentes
Categorias
Tags