Britânicos que querem ficar na UE: jovens, educados e de esquerda

55% dos britânicos pesquisados pelo Pew Research Center não querem sair da União Europeia…

Mais nove pontos percentuais do que há dois anos. Cameron quer referendo até ao final de 2017

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, quer renegociar os termos da relação do Reino Unido com a União Europeia (UE) e usa a promessa de referendo até ao final de 2017 sobre uma eventual saída do grupo dos 28 para pressionar os parceiros europeus. Mas, segundo um estudo do Pew Research Center,são cada vez mais os britânicos a querer continuar na UE.

Em 2013, quando Cameron prometeu pela primeira vez realizar a consulta popular, os eleitores britânicos estavam divididos sobre o tema, com 46% a dizerem que queriam ficar na UE e outros 46% a expressarem o seu desejo de sair. Este ano, entre os 6028 inquiridos no Reino Unido, mais de metade (55%) dizem que querem continuar a fazer parte dos 28 (mais cinco pontos percentuais do que em 2014). E apenas 36% defendem a saída do Reino Unido da UE. 9% dizem não saber.

São os mais jovens os mais favoráveis ao projeto europeu (69% a favor na faixa etária dos 18 aos 29, contra apenas 48% nos maiores de 50 anos). Os que têm um diploma universitário são os que defendem mais a continuação na UE (72%), em relação aos que não possuem estudos superiores, tal como os de esquerda em relação aos de direita (71% no primeiro caso contra 51%).

Você acha que os jovens britânicos, os de esquerda e educados vão fazer diferença na votação do referendo?

De sua união, faça seus comentários.

Brazil Foundation

Postagens recentes
Categorias
Tags