+44 208 133 0010
  • Publicar Anúncio
  • Login
  • Cadastre-se
Educar para Transformar
Comentários desativados em ROCHEDOS DA INGLATERRA ATRAI TURISTAS ASIÁTICOS

ROCHEDOS DA INGLATERRA ATRAI TURISTAS ASIÁTICOS

| TURISMO EM LONDRES, INGLATERRA, TURISMO NA INGLATERRA | 24/11/2018

Os rochedos de East Sussex gozam de grande prestígio nas redes sociais dos asiáticos

EAST SUSSEX, INGLATERRA – Para um site de viagens online muito conhecido entre os jovens turistas chineses, os penhascos que se erguem a cerca de duas horas de automóvel de Londres são um “paraíso batido pelo vento”. Em junho, uma atriz sul-coreana compartilhou uma imagem sua em cima dos rochedos, juntamente com um vídeo em que ela está de pé, um tanto desconfortável, na beira do abismo. Astros de um reality show coreano da televisão visitaram o lugar em um episódio que foi ao ar alguns meses atrás.

“Quando buscamos informações sobre Londres nas redes sociais, esta é a primeira coisa que olhamos”, disse Shin Hyeon-hui, 28, referindo-se aos penhascos de East Sussex, conhecidas como as Sete Irmãs.

“Não sabia que estava tão longe de Londres!”.

“Quando procuramos Londres na mídia social, é a primeira coisa que olhamos”, disse um turista referindo-se aos penhascos de East Sussex.

“Quando procuramos Londres na mídia social, é a primeira coisa que olhamos”, disse um turista referindo-se aos penhascos de East Sussex. Foto: Andrew Testa para The New York Times

As Sete Irmãs – rochas nuas, brancas como giz em frente ao Canal da Mancha (English Channel) – são muito famosas entre os que gostam de caminhadas, o tipo de desportistas incansáveis, disse Fran Downton, gerente do Tourism South East, o conselho de turismo da região.

Mas nos dois últimos anos, visitantes da China têm sido vistos com muita frequência subindo nos trens que saem de Londres e viajam até o local durante o dia. E o que os anima a fazer isto em grande parte são as imagens dos penhascos postados nas redes sociais, os filmes – principalmente a série “Harry Potter” – e as recomendações de celebridades.

Neste verão, ficou evidente o aumento demográfico dos visitantes, com as pessoas fazendo filas na beira dos rochedos, posando para fotos. O número de visitantes de East Sussex procedentes daquela região também aumentou mesmo nos meses mais frescos do outono.

Quando Shin chegou da Coreia do Sul para encontrar com uma amiga que estuda perto de Londres, a visita aos penhascos foi sua prioridade.

“Foi a primeira coisa: falei para ela que queria ver as Sete Irmãs”, ela disse, explicando no meio do vento turbulento que os penhascos conquistaram a sua imaginação antes do Big Ben, Buckingham Palace e até mesmo dos brancos rochedos de Dover.

As autoridades locais veem o aumento dos visitantes como uma oportunidade. A secretaria de turismo local estuda a possibilidade de criar um centro para os visitantes e outras maneiras de atrair os viajantes internacionais para que permaneçam mais tempo e explorem as cidadezinhas dos arredores.

Também busca parcerias com organizações na China para ajudar a promover este projeto.

Os novos visitantes refletem também uma grande mudança da demografia do turismo na Grã-Bretanha. A agência de turismo, Visit Britain, nota que os jovens turistas das redes sociais, provenientes da China e da Coreia do Sul, estão procurando cada vez mais a Grã-Bretanha.

O aumento dos visitantes aumentou também as preocupações com os riscos decorrentes do fato de tantas pessoas apreciarem a paisagem na beira dos rochedos. No ano passado, Kim Hye-won, uma estudante sul-coreana, morreu ao pisar em falso naquele ponto. Antes disso, Beachy Head, um cabo próximo, ficou conhecido como um lugar onde as pessoas se suicidavam.

Além disso, existe também o perigo de que as rochas desmoronem. Todos os anos, elas recuam cerca de 25 a 38 centímetros. E em dois meses, em 2014, cerca de cinco metros de rocha deslizaram no lado leste das Sete Irmãs, o equivalente a sete anos de erosão.

Em agosto deste ano, uma praia do lado leste das rochas ficou fechada vários dias devido à instabilidade repentina de partes do penhasco.

Mas isto não tirou nada da atração para os turistas que procuravam ficar no alto do rochedo para tirar fotos com o mar ao fundo. Amigos se revezavam fotografando uns aos outros pulando no ar, com o obturador fechado somente para as pessoas ajeitarem os cabelos. Embora este verão tenha feito um calor inusitado na Grã-Bretanha, o vento na costa era fresco como sempre.

Todos os turistas respondem a mesma coisa quando perguntamos como ficaram sabendo das Sete Irmãs.

“São famosas!” é a resposta comum.

Fonte: https://internacional.estadao.com.br/noticias/nytiw,fama-online-dos-rochedos-da-inglaterra-atrai-turistas-asiaticos,70002617370

Categorias

© Nossa Fundação - 2016 All Rights Reserved