+44 208 133 0010
  • Publicar Anúncio
  • Login
  • Cadastre-se
Educar para Transformar
Comentários desativados em Ossadas de Exército Viking são encontradas no Reino Unido

Ossadas de Exército Viking são encontradas no Reino Unido

| HISTÓRIA DA INGLATERRA, INFORMAÇÕES GERAIS DA INGLATERRA, INFORMAÇÕES GERAIS DO REINO UNIDO | 08/02/2018

Pesquisadores da Universidade de Bristol confirmaram que restos mortais encontrados em vala comum pertenceram a vikings que invadiram o Reino Unido há mais de 1,1 mil anos

Após mais de 1,1 mil anos, pesquisadores da universidade britânica de Bristol confirmaram que mais de 300 ossadas encontradas em uma vala comum na região de Derbyshire pertenceram ao Grande Exército Viking. O sítio arqueológico era conhecido desde a década de 1970, mas apenas análises laboratoriais modernas confirmaram a idade dos restos mortais e os relacionaram ao período que o Reino Unido foi invadido por vikings.

Em 865, uma coalizão de guerreiros da Dinamarca, Noruega e Suécia formaram um grande exército com o objetivo de ampliar suas conquistas. Conhecidos como vikings, eles ambicionavam dominar um território estratégico: os quatro reinos que atualmente compreendem o território da Inglaterra. Até 878, quando os guerreiros nórdicos foram derrotados pelas tropas anglo-saxãs, o Grande Exército Viking foi arrasador e dominou diferentes cidades, como Londres.

Além das ossadas, os arqueólogos localizaram machados, facas e moedas de prata. De acordo com os pesquisadores, 80% das ossadas pertenciam a homens com idade de 18 a 45 anos, que apresentavam graves ferimentos.

 

Durante as escavações, também foram localizados restos mortais de crianças, que foram enterradas em uma única sepultura e que tinham aos seus pés uma mandíbula de ovelha: a partir de documentos históricos da época, os pesquisadores acreditam que elas foram assassinadas durante um ritual para acompanhar os guerreiros mortos — pelo menos duas osssadas apresentavam sinais de lesões.

Em outra descoberta curiosa, os pesquisadores encontraram uma presa de javali acomodada entre as pernas de uma ossada. De acordo com os arqueólogos, isso sugere que o guerreiro teria sofrido lesões no pênis e nos testículos — a utilização da presa do javali seria uma maneira de substituir os órgãos durante sua passagem para outro mundo.

Fonte: Revista Galileu Globo

Categorias

© Nossa Fundação - 2016 All Rights Reserved