+44 208 133 0010
  • Publicar Anúncio
  • Login
  • Cadastre-se
Educar para Transformar
Comentários desativados em LÍDER DO PARTIDO TRABALHISTA DO REINO UNIDO DIZ PREFERIR NOVA ELEIÇÃO A SEGUNDO REFERENDO SOBRE BREXIT

LÍDER DO PARTIDO TRABALHISTA DO REINO UNIDO DIZ PREFERIR NOVA ELEIÇÃO A SEGUNDO REFERENDO SOBRE BREXIT

| JORNAIS BRITÂNICOS, IMIGRAÇÃO BRASILEIRA NO REINO UNIDO, INFORMAÇÕES GERAIS DA INGLATERRA, PREFEITO DE LONDRES | 24/09/2018

O Partido Trabalhista do Reino Unido prefere uma nova eleição a um segundo referendo sobre o Brexit, disse neste domingo (23) o líder da legenda, que é oposição.

A declaração coloca pressão sobre a primeira-ministra britânica, Theresa May, cujos planos para um acordo com a União Europeia (UE) atingiram um impasse.

Jeremy Corbyn, do Partido Trabalhista, até agora resistia a pedidos para apoiar um “Voto do Povo” ou novo referendo sobre a decisão do Reino Unido de deixar a UE.

Mas o cenário político mudou desde que May foi emboscada pela UE na quinta-feira (20) sobre seus planos para o Brexit – a maior mudança na política britânica em mais de quatro décadas.

Com conversas sobre uma nova eleição circulando após o plano de May ter sido destruído em uma cúpula da UE na Áustria na semana passada e as chances de o Reino Unido deixar o bloco sem um acordo crescendo, o Partido Trabalhista está sob pressão para começar a estabelecer uma agenda do Brexit.

Corbyn, um veterano que votou “Não” em 1975 à adesão do Reino Unido à comunidade europeia, disse que, embora escutasse um debate sobre uma possível segunda votação sobre o Brexit, preferiria uma eleição antecipada se May falhasse em obter um acordo que o Partido Trabalhista pudesse apoiar no parlamento.

“Nossa preferência seria por uma eleição geral e, então, podemos negociar nossa futura relação com a Europa, mas vamos ver o que surge da conferência”, disse ele ao Andrew Marr Show, da BBC, acrescentando que o Partido Trabalhista estava pronto para votar contra qualquer acordo.

O afastamento do Reino Unido da UE foi aprovado em plebiscito em junho de 2016 e marcado para 29 de março de 2019.

May costurou um acordo para conduzir esse afastamento que prevê conservar uma estreita relação comercial entre Reino Unido e UE após o Brexit. A iniciativa encontra críticas entre os europeus, além de enfrentar oposição dentro do próprio governo.

Fonte: https://g1.globo.com/mundo/noticia/2018/09/23/lider-do-partido-trabalhista-do-reino-unido-diz-preferir-nova-eleicao-a-segundo-referendo-sobre-brexit.ghtml

Não há Tags

  

Categorias

© Nossa Fundação - 2016 All Rights Reserved