À saída da estação de Kings Cross, o novo túnel para pedestres de 90 metros, com as suas paredes repletas de arte criada a partir de luzes LED, é uma agradável surpresa. O túnel foi idealizado para mostrar uma série de obras de arte encomendadas, de modo que duas viagens diferentes possam apresentar vibrações também elas diferentes.

A arte da ilustração destaca-se nesta parte norte de Londres, mais especificamente na Two Granary Square, um edifício rejuvenescido de meados do século 19, que fica ao lado da mundialmente famosa faculdade de arte, Central St Martins. House of Illustration foi a inovação do artista Quentin Blake, ilustrador de Roald Dahl, e é a primeira galeria pública do mundo dedicada à arte da ilustração, incluindo animação, publicidade, desenhos científicos, críticas políticas e design de moda.

A oferta de arte nesta zona está a ser aprimorada graças ao King’s Cross Project, um programa de patrocínio de arte para edifícios e espaços públicos de King’s Cross, que se prolonga em 2019. 

Atrações excêntricas

A Granary Square de King’s Cross, com as suas 1.000 fontes “dançantes”, é uma atração em si. Se quiser, poderá até mesmo controlar os jatos das fontes com a aplicação Granary Squirt. Aproveite o wi-fi gratuito de King’s Cross e tenha acesso os jogos exclusivos. Em seguida, desça até Gasholder Park – um parque dentro de um antigo gasómetro de ferro fundido, com um agradável espaço em relva para relaxar. Caso prefira um lugar mais espaçoso para descansar, visite a reserva natural urbana de quase um hectare no Parque Natural de Camley Street. Aprecie a nova plataforma flutuante, Viewpoint, para uma perspetiva única desta zona.

Além de King’s Cross, o norte de Londres está cheio de coisas para fazer. Os fãs do The Crystal Maze, um programa de TV famoso no Reino Unido nos anos 90, ressuscitado no ano passado, podem experimentar atividades divertidas e interativas que testam habilidades mentais e físicas no Crystal Maze Live Experience (perto da estação de metro Angel, em Islington).

Descubra o design gótico vitoriano em toda a sua glória numa excursão pelo Highgate Cemetery, entre as árvores e a vida selvagem local. O East Cemetery é conhecido como o lugar de descanso final de Karl Marx, entre outras figuras proeminentes, enquanto o West Cemetery, com a sua arquitetura peculiar, só pode ser visitado através de passeios guiados. 

Se imagina que a vida teatral só existe em West End, gostará de saber que o norte de Londres também reúne alguns teatros incríveis e com espetáculos únicos. No The Almeida, em Islington, poderá conhecer o trabalho de promissores artistas britânicos; e no Hampstead Theatre assistir a novas produções.

Restaurantes chiques, bares com música, cafés especiais e comida vegana

O que não falta no norte de Londres são locais para comer bem. A Granary Square está cheia de restaurantes populares, como o Caravan, o German Gymnasium e a Dishoom Granary Square Brasserie. Se preferir locais mais sofisticados, explore os que fazem parte dos hotéis de cinco estrelas, como o Plum + Spilt Milk no Great Northern Hotel, e os restaurantes Gilbert Scott, do chef Marcus Wareing, e o Booking Office Bar & Restaurant , ambos no St Pancras Renaissance Hotel.

Quer prolongar a noite? A Big Chill House é um café e um espaço de música, enquanto o bar Simmons oferece a vibração da discoteca e tem um ambiente totalmente kitsch, que convida a entrar na mistura de disco, funk, soul, hip-hop, R’n’B e clássicos dos anos 80 e 90 numa pista de dança iluminada sob uma bola de espelhos em formato de caveira. 

Para os que gostam de uma dose revigorante de cafeína, a área de Granary Square é a mais indicada. Vá até ao Notes Coffee, um café com espaço para espetáculos de música, que apresenta eventos de jazz no verão.

O Spiritland tem atrações para todas as horas: durante o dia, o local oferece um ótimo brunch, e vários tipo de café; à noite, é um bar que atrai um público jovem com as suas sessões de música, às vezes com artistas convidados.

Estar mesmo no meio de um ambiente urbano não impediu que os organizadores do Skip Garden Kitchen cultivassem ingredientes orgânicos no seu jardim Global Generation. Usados em bolos e biscoitos caseiros, combinam de forma brilhante com o café.

A alimentação saudável também está no cardápio da Maple & King’s. Os fãs do chá não foram esquecidos. Encontrarão deliciosas infusões de chá no Yumchaa, bem como café torrado no local.

As aberturas mais recentes incluem The Lighterman, com vistas panorâmicas a partir dos seus três andares: pode comer ao ar livre na praça, na varanda ou às margens do canal. E o Two Tribes KX, que abriu em abril do ano passado, é uma mistura interessante de comida de rua, cervejaria, eventos de música e estúdios de gravação.

Camden, no norte de Londres, também viu surgir uma série de novos restaurantes em 2018, particularmente na onda do street style. Em maio abriu um novo local saudável para a hora do almoço, o KooKoo.

Restaurantes veganos têm ganho fama nesta parte da cidade. Entre eles está a pizzaria Purezza, aberta desde abril, enquanto kebabs veganos estão no menu do What The Pitta, um antigo pop-up que se transformou em restaurante a tempo inteiro. Já em Islington, as novidades são os especialistas em ramen Kanada-Ya e a casa de sushi Hot Stone, ambos na região de Angel.

Não resiste a um doce? O norte de Londres tem ótimas geladarias. Os sabores no Ruby Violet em King’s Cross e no Tuffnell Park são verdadeiramente mágicos e criativos. Se imagina como seriam os sabores Brown Toast & Seville Orange Marmalade, Tonka Bean ou Chocolate Gingerbread, aqui tem uma ótima oportunidade para descobrir. E a magia dos gelados continua em Camden. Criações incríveis chamadas Killer Marshmallow Cone, Burnt Butter Caramel ou Sticky Toffee Warmie Sundae são servidas pelos especialistas em gelado de nitrogénio no Chin Chin Labs (há também escolhas veganas).

Compras

Foi inaugurado no outono passado um gigantesco centro de compras na capital. Um conjunto de armazéns de um antigo centro de carvão vitoriano foi reformado para acomodar o Coal Drops Yard, que reune lojas como Paul Smith, Lost Property de Londres, Cheaney, Sweaty Betty, Cubitts, Space NK, Manifesto e Tom Dixon. Esta última famosa marca de design terá também um restaurante e um café.

Se o visual retro é mais o seu estilo, Annie’s Vintage Clothing, em Islington, é um paraíso. Top designers e modelos, como Kate Moss, vêm aqui à procura de inspiração.

Lugares interessantes para se hospedar

Se procura uma experiência num hotel de luxo e não tem medo de gastar, tanto o St Pancras Renaissance quanto o Great Northern Hotel irão satisfazer o seu desejo perfeitamente.

Para algo um pouco mais peculiar e económico, faça o check-in numa antiga cela classificada como Património Histórico Inglês, o Clink78, um antigo tribunal agora transformado em hostel. Um mural colorido enfeita o exterior do hotel The Megaro, enquanto o seu interior oferece quartos duplos, estúdios, quartos familiares e suites, além dos novos quartos Studio Corner, criados pela Diesel Living. Não se esqueça de ir espreitar o maior mini bar do mundo que se encontra no lobby: o curioso Minimix permite que os hóspedes possam servir-se de lanches e cocktails. 

Excelentes ligações de transportes

A área de King’s Cross St Pancras é uma das zonas com melhor ligação à rede de transporte em Londres. São seis linhas de metro, duas estações de comboio principais e o terminal do Eurostar, além de autocarros.

Fonte: https://viagens.sapo.pt/planear/roteiros-planear/artigos/6-razoes-para-visitar-o-norte-de-londres